domingo, 20 de novembro de 2016

Dicas de como ler mais e melhor

Oi, amigxs. Tudo bem?
Hoje vamos conversar um pouco sobre metas de leitura para 2017.

Sou uma pessoa que gosta de sistematizar e desde 2015 tenho metas anuais de leitura. Entre 2004 e 2006 tive metas de filmes no cinema, mas essa vida, com filho pequeno, não me pertence mais.  É, né...
Enfim, em 2015 eu não estava apostando muito em mim e defini 20 livros como meta de leitura, sem contar com os livros técnicos que deveria ler para o grupo de pesquisa, escrita de artigos ou questões do meu trabalho. Bati essa meta fácil.
Em 2016 fui mais doida e defini 50 livros para o ano. Bati mais mole ainda, derrubei a marca no início de setembro. Estamos agora em novembro e já estou com 62 livros lidos.

Muita gente me pergunta como eu consigo, então decidi dividir com vocês.

1-      Leio sempre, toda hora. As janelas de tempo são incontáveis durante o dia. Chego cedo no trabalho, leio. Estou aguardando no médico, leio. Meu filho está brincando sozinho super compenetrado, \o/ \o/ eu leio!
2-      Tenho sempre um livro na bolsa. Um dos critérios para compra de bolsa é caber um livro de tamanho regular;
3-      Sou fã do Google Livros, um aplicativo que você pode comprar livros e pagar no seu cartão e eles ficam online para você acessar em qualquer dispositivo. Eu leio no celular, raramente no tablet. Eu amo. Tenho até um teto de gastos para não me descontrolar;
4-      Eu sempre ouço audiobooks. No Youtube você tem um acervo grande de clássicos e livros modernos para serem ouvidos gratuitamente. Já ouvi clássicos da administração e da ciência política e vale a pena;
5-      Fiz amizade com o cara da livraria que mais frequento. Ele captou meu gosto e sempre me oferece coisas legais. Super economia de tempo e uma boa conversa de quebra;
6-      Exterminei meu tempo de TV, mas amo Netflix. Não, não é a mesma coisa. Nem vem...
7-      Fiz um curso de leitura dinâmica quando criança (!)  Sim, nem tenho como explicar isso. Mas não leio as palavras isoladamente, leio em grupos de quatro ou cinco palavras. Eu consigo fazer isso pelo treino. Quando nunca ouvi falar no assunto sou mais lenta. Mas eu não oralizo quando leio visualmente. Isso significa que eu não fico mentalmente lendo, nem mesmo numa leiturinha rápida. Eu não oralizo. Apenas vejo os grupos de quatro em quatro e sigo as sequências;

7.1- Algo que ajuda muito e eu já falei aqui no blog é cronometrar seu tempo de leitura numa página inteira. Só de você ter essa intenção, seu cérebro irá tentar alcançar novos ritmos de velocidade. Se você acha que não vale a pena, ao menos terá uma estimativa de tempo para a leitura de algum material. Isso serve muito para calcular o tempo que precisa para deixar as leituras em dia!
8- Eu planejo o que vou ler antes do próximo mês de iniciar. Isso me dá um parâmetro sobre o que quero descobrir naquele mês e qual será a sequência de livros. Tenho tempo de pesquisar os preços e comprar os livros online ou físicos; Faço isso como um Mapa Mental;
9-      Sou professora, meu contracheque tá sempre na bolsa. Vai que dão desconto para mim...Eu tento, sempre;
10-    Meu teto de gastos é de R$70,00 reais mensais e por isso concentro meus livros nos formatos online porque são mais baratos. Não gosto de livros muito antigos de sebos porque sou alérgica. E tento adotar o minimalismo, então procuro ter poucas coisas para não entulhar minha vida, nem com livros.

Para 2017, declaro uma meta de 50 livros novamente. Vai que, né?!
    Ah, uma coisa que me perguntam é se eu abandono livros...ô...claro. Se são chatos, adeus. Direito dos leitores.

E você? Já pensou em ler mais em 2017?

É isso. Saudades de vocês.
Com carinho,

Ju.

4 comentários:

  1. Mto legal, Ju!☺ planejamento é tudo mesmo (tentar adequar, mas 50 como meta não sei se consigo rs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloca uma meta baixa. Li um livro que fala sobre mini-hábitos e como isso tem muito impacto na vida.
      Bjs, amiga.

      Excluir
  2. você é um exemplo!!!

    ResponderExcluir