sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Elevando seu nível acadêmico


Oie!
Tudo bem? Preparado para 2017? É... tá...vamos lá!
Então... alguns eventos em nossas vidas nos fazem mudar de fase,  em uns a gente se ferra, em outros, somos promovidos dentro de nós mesmos. Casar, divorciar, nascimento, morte, mudança, doença, cura, são eventos que podem nos transformar muito. Eventos acadêmicos também, por incrível que pareça.

Esse ano vivi três experiências que me elevaram. A primeira foi meu retorno ao grupo de pesquisa. Estudar em grupo é realmente outra coisa. Se você ainda não tem um grupo para chamar de seu, procure e lute por seu espaço. Estudar sozinho é legal, mas elevação mesmo você tem em grupo. Convites, seminários, trocas, isso nos faz crescer, produzir mais e melhor e, especialmente, nos dar uma identidade acadêmica. Se você pretende fazer um mestrado ou doutorado, conhecer seu possível orientador no dia da entrevista não é um bom plano. Mande um email, seja simpático, participe do grupo de pesquisa, leia os textos e relaxa porque você tá no caminho certo, vai por mim. Sabe que eu só boto na boa, neah?!
A segunda experiência ocorreu em outubro, o mês que elejo o mais “acadêmico do meu ano”. Fiz uma palestra na Marinha do Brasil sobre estratégias e desenvolvimento de carreira acadêmica. Uma palestra para uma plateia grande, num seminário anual de ensino.
Gente, isso me sugou para um nível acima do qual eu estava acostumada. Nunca pensei em estar num espaço do tipo, mas aquele protocolo e organização nada menos que impecável, me transformou. Eu entrei uma pessoa e sai outra.  E a palavra que não saiu da minha cabeça, embora não tenha sequer sido pronunciada foi EXCELÊNCIA. Isso definiu outros rumos e prioridades para mim. Então, minha dica para 2017 é: esteja em lugares de excelência que o façam refletir sobre quem você é e como pode ser e fazer melhor. Lacrou, Marinha. Xonei mesmo.
A terceira experiência foi TOP. Minha parceira de trabalho de 2015 me chamou em maio para ser parte de sua banca de pós-graduação na UFRJ. Jesus... que dia lindo foi aquele? Li o artigo 550.000 vezes, colei todos os post-its que eu tinha e fiz várias anotações e um super mapa mental. Vesti minha saia de baronesa de Mambucaba (Um dia eu conto essa história) e lá fui eu... para a universidade que estudei! Queria ter levado a minha avó pra me ver! Minha primeira banca de pós!!! Com 32 anos!!! Obrigada, Jesus. Um beijo pra minha mãe, pro meu pai e pra vc, Xuxa!!!
Precisa dizer que eu estava mais nervosa que a vítima? Não, né!? Eu estava até suando frio. Uma banca com mais três super mega doutores e eu, a humilde meritiense. Pensei até numa parada tipo “A classe operária chega ao paraíso”. E fiz as coisas direitinho! êêÊ. Nada de passar vergonha, meu povo.
Meu recado para você é coloque-se em situações de excelência e elas vão te ajudar no exercício infinito de se reinventar e ressignificar sua vida.
Bom 2017.
Luz e força.
Com amor,

Ju.
😉Excelencia como Meta


8 comentários:

  1. Respostas
    1. Gente, Raquel ( Priscilla) foi a vítima!
      Obrigada amiga. Vc só me bota na boa!

      Excluir
  2. Lindo! Admirando mais ainda você, amiga querida. Bjsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe quando a pessoa mais TOP do seu departamento comenta no seu blog? Gente, que vergonha! Andréa, sou sua fã!!!!

      Excluir
  3. Ameeeiii. Vou utilizar suas dicas para o meu 2017. Será um ano de mudanças e sei que pra melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bjs, amiga. Acabo de te nomear sócia do blog!
      Feliz 2017!

      Excluir
  4. Como vai Juliana, sua palestra naquele dia foi realmente sensacional, Jamile não estava brincando quando tietava do meu lado: "tá vendo, minha amiga e muito inteligente!!!!", rsrsrsrs. Como vc bem escreveu, a respeito daquele dia,  muitas vezes duvidamos do nosso potencial e capacidade em fazer algo ou estar em um lugat de excelência. Só existe impossivel até alguém realizá-lo! Um 2017 de sucesso para vc!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Castro, obrigadaaaaa!
      Eu sou meio doida, mas gente boa.
      Feliz ano tb.

      Excluir